NOVIDADES
Kiko Freitas fala sobre os planos para 2018

O músico Kiko Freitas é uma das atrações da 7ª edição do Canoas Jazz. Na oportunidade, ele fará uma audição comentada no próximo sábado, 2 de dezembro, às 19h, na Casa das Artes Villa Mimosa (Avenida Guilherme Schell, 6270). Nesta entrevista ele conta um pouco sobre o que fez este ano, quais são os planos para 2018 e o que o público poderá esperar da audição de sábado.

O porto-alegrense Kiko Freitas nasceu em agosto de 1969, em uma família de poetas e músicos. Músico profissional desde 1987, toca com João Bosco há 18 anos. Além dele, trabalhou ao lado de grandes artistas como Michel Legrand, Toninho Horta, Milton Nascimento, Ivan Lins, Francis Hime, Nico Assumpção, Gonzalo Rubalcaba, Lee Ritenour, Leila Pinheiro, Fátima Guedes, David Goldblatt, Lars Janson, entre muitos outros.

Lecionou como professor convidado na Stockholm Royal Academy, Conservatorium Von Amsterdam, University of Rotherdam, University of Göteborg, Malmö University, University of Örebro, Columbus University, Hamburg School of Music, California Jazz Conservatory, Escola de Música de Brasília, entre muitas outras instituições.

Participou de diversos festivais internacionais de jazz como: Schleswig-Holstein-Musik-Festival 2008 , Salzau Jazz Festival, Montreaux Jazz Festival, Montreal Jazz Festival, Eldena Jazz Festival, Jazz Baltica, Internacionales Jazz Festival Bingen Swingt, Hamburg Jazz Open, Festival Internacional de Jazz de Granada, Ludwigshafen Enjoy Jazz, Jazz Classics Basel, Jazz Fest Sarajevo, Las Palmas Rrincón Jazz, Madrid Jazz Festival, Gijón Festival, All Blues Jazz Recitals, Istanbul Caz Jazz Festival, Kaunas Jazz Festival, Musiques Sur L'ile, Jazz Stars in Krakow, Skopje Jazz Festival, Toulouse Jazz Sur Son.

 

Danna Produções – Kiko, o que tu tens feito? Como foi este último ano para ti?  

Kiko Freitas - Esse ano viajei 6 vezes para o exterior, com trabalhos diferentes. Fui dar um Master Class no Califórnia Jazz Conservatory, em Berkeley no início do ano, além de ter ido a Los Angeles para o evento NAMM Show, a maior feira de música do mundo, onde promovi meu prato signature com a Istanbul Mehmet. Depois fui à Escócia com Baby do Brasil. Logo após, fui à Alemanha para uma série de concertos e gravações com Ulla Hasen e também para Workshop no Hansahaus Studio. Depois voltei para o Brasil, fiquei 5 dias e embarquei novamente para a Europa com a NDR Big Band e João Bosco. Fui ainda com Alexandre Pires para uma série de shows na América Latina. Depois fiz uma bela temporada com João Bosco em Nova Iorque.

 

Danna Produções – O que tu estás preparando para o próximo ano em projetos solo e, em paralelo, com os artistas que tu acompanhas?

Kiko Freitas - Ano que vem tenho shows em Los Angeles, em janeiro, com meu trio; vou fazer três Festivais de Jazz com o grande Juarez Moreira, em fevereiro e março. Depois embarco para uma temporada no Blue Note de Nova Iorque com João Bosco. Pretendo lançar meu livro no segundo semestre de 2018.

 

Danna Produções - Quais as tuas principais referências?

Kiko Freitas - Músicos como Buddy Rich, Elvin Jones, Bill Evans, Jøn Christensen, Egberto Gismonti, Mokthar Samba, Dave Weckl, Atahualpa Yupanqui, Armando Marçal, Vinnie Colaiuta, Lars Jansson, Anders Kjellberg...entre muitos outros.

 

Danna Produções - Onde tu buscas inspiração?

Kiko Freitas - Na pintura (impressionismo), no mundo do samba, na cultura africana, em Joseph Campbell...

 

Danna Produções - O que vais mostrar no Canoas Jazz? O que o público pode esperar da Audição comentada sobre Jazz?

Kiko Freitas - Como será um debate, vou esperar as propostas do mediador e também as perguntas do público, mas gostaria de falar sobre a estética do Jazz e de suas Eras.

 

Danna Produções - O que tu esperas do Canoas Jazz?

Kiko Freitas - Espero que seja um grande evento, promovendo a arte e a cultura no país.

 

Danna Produções - Qual a importância deste evento para a música?

Kiko Freitas - Vejo os festivais justamente como Faróis: orientam direções, mostrando caminhos a seguir, dando mais luz às águas nas quais navegamos.

 

Promovido pela Secretaria da Cultura e do Turismo de Canoas, a 7ª edição do Canoas Jazz,que ocorre entre os dias 1º e 3 de dezembro, tem patrocínio da Corsan, Banrisul e do hotel Ibis, apoio da Unilasalle Canoas e produção cultural da Danna Produções. 

Foto: Pedro Lima

Postado em 28/11/2017