ARTISTAS

Orquestra Municipal de Garibaldi

A Orquestra Municipal de Garibaldi é uma Big Band com formação tradicional, cinco saxofones, quatro trompetes, quatro trombones, piano, guitarra, contrabaixo e bateria. Em sua trajetória, busca aprimorar sua qualidade sempre almejando a interação com o público, apresentando anualmente concertos com temáticas novas, trazendo sempre novidades ao público que a acompanha, além de trazer sempre novos desafios aos músicos que dela fazem parte.

Big band é uma expressão da língua inglesa que indica um grande grupo instrumental associado ao jazz. Esse tipo de formação foi muito popular dos anos 20 aos anos 50, período que ficou conhecido como a Era do Swing, nos Estados Unidos. É uma das formações musicais mais usadas pelos artistas de Jazz. As músicas tocadas pelas big band’s possuem arranjos mais elaborados, mantendo as características do Jazz, com muitos solos e improvisos.

Um dos diferenciais da Orquestra de Garibaldi está em suas produções, que não ficam limitadas somente ao Jazz, a Orquestra já apresentou concertos de música brasileira, italiana, caribenha entre outras, sempre mantendo a energia característica das big band’s.

Dentre as produções da Orquestra de Garibaldi estão o Concerto América do Sopro, dedicado a música das Américas, com repertório misturando o jazz norte-americano, a salsa caribenha e o samba do Brasil. O Concerto Fortissimo que estreou nas comemorações dos 135 anos da Imigração Italiana no Rio Grande do Sul, dedicado à música italiana apresentou canções populares, trilha sonora e folclore. O Concerto Alma Brasileira, dedicado à música brasileira, reverenciando a MPB, o baião nordestino, o frevo e o samba. A Orquestra também dedicou um concerto à música caribenha, o Concerto Sopros do Caribe, que contagiou o público com o ritmo caliente. Novamente prestando homenagem a imigração italiana e a cidade de Garibaldi, fundada por descendentes italianos, a Orquestra de Garibaldi apresentou o Concerto L’America, o repertório mesclou o folclore italiano, com arranjos mais elaborados para as clássicas como Mérica, Mérica e Reginella Campagnolla, além da ópera e a canção popular italiana. O Concerto Big Christmas Band traz uma forma de apresentar canções clássicas de natal com a sonoridade própria para a formação de Big Band.

Em sua trajetória a Orquestra já recebeu nomes como o Maestro Dr. Glen Hemberger (USA), promovendo um intercâmbio de culturas, ocasião em que a Orquestra pode interpretar o Jazz norte-americano com a presença de um representante nato desta cultura, além de interpretar músicas brasileiras com regência do maestro convidado. O Vocal Sem Batuta de Caxias do Sul, formado por sete mulheres que buscam resgatar sambas clássicos e bossas que marcaram a cena musical brasileira, privilegiando compositores que exerceram grande influência na formação e história da nossa música. Também recebeu como convidado especial Jorginho do Trompete, músico porto alegrense referência no seu instrumento. No Concerto Especial Jazz Brasil a Orquestra contou com a participação da cantora Ana Lonardi (POA), reverenciando suas raízes e o estilo que deu origem à formação de Big Band, envolvendo a música brasileira e o jazz. Também recebeu como convidado o cantor, compositor e escritor Nei Lisboa, ocasião em que a Orquestra dedicou-se a obra deste renomado artista. A Orquestra também já contou com a participação dos cantores Giovana Sartori, Maicon Cassânego, Franciele Duarte, Cibele Tedesco, Jean Brandão, Giovani Agostini, Tita Sachet, Rafa Gubert, entre outros.